sexta-feira, 1 de maio de 2009

Convergência dos media

No passado dia 23 de Outubro, tivemos oportunidade de presenciar uma conferência, na nossa faculdade (Faculdade de Ciências Humanas -Universidade Católica Portuguesa), intitulada "Pós-convergência: Novas (velhas) problemáticas revisitadas. O tema principal era a abordagem à convergência dos meios de comunicação no mundo actual.
Esta conferência deu-se no âmbito das disciplinas de Comunicação Digital e Sociologia da Comunicação, e a nosso ver foi muito pertinente e produtiva

Como oradores, foram convidados o editor do jornal 'Público' online, José Granado, e um representante da Vodafone.

Foram focados quatro pontos de convergência actuais: económico, a problemática Web/ papel, convergência de dispositivos (como o telemóvel, internet) e finalmente a convergência entre produtores e consumidores.

Quanto ao aspecto económico, falou-se sobre a fusão entre empresas, que apesar de trazer uma redução de custos, pode acarretar desvantagens como pressões externas e menor independência jornalística. António Granado deu um exemplo que clarifica esta problemática: se eu não gostar de uma notícia que a Sic passou, posso deixar de fazer publicidade em todos os membros do grupo Impresa.

Quanto à problemática web/papel, falou-se do facto de cada vez haverem menos leitores de jornais impressos em papel, pois acaba por ser mais económico consultarmos os jornais online. O jornalista afirma que não é possível conquistar novos leitores de papel, pois os blogs dão poder às pessoas. Mesmo assim, diz que deve-se distinguir os jornalistas da redacção do jornal impresso em papel, dos da redacção online, pois cada um está especializado para exercer a sua função.

O terceiro ponto relacionava-se com a convergência entre dispositivos, como a Internet e o telemóvel. Através de dispositivos como estes, podemos receber na hora informação/ notícias que, em tempos, só saberíamos no dia seguinte ou muito tempo depois. Hoje em dia o objecto que faz mais falta às pessoas é o telemóvel, pois este media é uma extensão do corpo humano. o telemóvel influenciou o modo como combinamos as coisas, é um objecto fundamental, um bem que as pessoas não estão dispostas a prescindir por três razões: está sempre connosco, sempre ligado e podemos personalizá-lo.

O último ponto falava da convergência entre produtores e consumidores. Aqui falamos de como podemos ter a certeza da verdade da informação, e como moderar a intervenção do público em geral, uma vez que têm acesso ás mesmas ferramentas digitais que os jornalistas.

Em seguida houve um pequeno debate em que os alunos poderam expor algumas das suas dúvidas e curiosidades, e ficamos todos a aprender mais sobre esta convergência.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Andalusia

















Vértice entre a Europa e África e ponto de encontro do Oceano Atlântico e o Mar Mediterrâneo, foi ocupado ao largo dos séculos por numerosas culturas desde que a História é História e ainda muito antes.
A diversidade de paisagens e acidentes geográficos geram um leque variado de formas que vão desde o quente vale de Gualdaquivir até as vastas serras de ‘meia montanha’ passando por paisagens vulcânicas como o deserto de Tabernas ou pelos cumes brancos da Sierra Nevada.
Aqui pode visitar as províncias de Huelva, Sevilha, Cadiz, Córdoba, Málaga, Jaen, Granada e Almeria.
Tudo isto alberga uma variada oferta turística de grandes infra-estruturas que oscilam entre a monumentalidade dos grandes núcleos ao carácter de pequenos ‘pueblos’, fonte contínua de inspiração de todo o tipo de artistas.
A Andaluzia consolida-se como o principal destino de férias na Península Ibérica e um dos principais a nível mundial.




video


Fontes:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Andaluzia

http://www.a-andalucia.com/pt/